“Estamos vivendo uma fase de acelerado desmonte”, afirma Lêda Borges

Deputada se posicionou contra medidas de Caiado, que chamou de retrocessos para as políticas públicas do Estado

Foto: Arquivo

Durante sessão na quinta-feira, 21, a deputada estadual Lêda Borges (PSDB) disse que o governador Ronaldo Caiado (DEM) tem suspendido programas sociais e defendeu manutenção do ‘Estado Necessário’ com políticas públicas para Goiás.

“Estamos vivendo uma fase de acelerado desmonte. Esse governo absolutamente alheio às necessidades reais do povo tem tomado as decisões de cima para baixo, sem levar em consideração as demandas, principalmente daqueles em situação de vulnerabilidade”, disse.

Para ela, as medidas do atual governante ocasionaram em perda de direitos e retrocessos “assustadores”. Segundo a deputada, a ampliação ou redução dos investimentos em cada setor tem de estar baseada na necessidade de atendimento à população. Para ela, o Estado não deve ser regido por regras de mercado, no qual prevaleçam a visão e as normas do setor privado, mas do interesse público, do cidadão e para o cidadão.

“Em 20 anos, Goiás avançou na implantação do estado necessário em todas as áreas da administração pública e os programas sociais passaram a atender as sociedades mais remotas e as demandas mais restritas, o que resultou no processo de emancipação e conquista da cidadania”, afirmou, ao defender gestões passadas.

Lêda também destacou a importância de programas como o Bolsa Universitária, Passe Livre Estudantil, Renda Cidadã e Habitação Social. “Onde houver demanda crescente, mais investimento, sempre”, comentou. Por fim, a deputada ressaltou que fará oposição aos desmontes e irá defender com veemência todas as políticas públicas do Estado “para que vidas sejam transformadas”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.