A obra, recém divulgada, terá seu lançamento na próxima quarta-feira (15/10), às 17h, no Evoé Café com Livros, na Galeria Central, em Goiânia

mateuzim
Um transa entre Sartre e a eroticidade do escritor goiano dão motivos para que “Mateuzim” exista | Foto: Divulgação

Os textos do novo livro de autoria do poeta, músico e letrista Leo Pereira são definidos como “contos conceitualistas quase eróticos” logo na capa. Um transa entre Sartre e a eroticidade do escritor goiano dão motivos para que “Mateuzim” exista. A obra, recém divulgada, terá seu lançamento na próxima quarta-feira (15/10), às 17h, no Evoé Café com Livros, na Galeria Central, em Goiânia.

O autor é conhecido no cenário goiano de literatura e também tem amplos trabalhos na área de teatro. Integra o grupo de poetas e músicos chamado Terrorista da Palavra e é reconhecido pela transmissão de suas poesias pela fala.

Quanto às definições do livro, o autor define bem a finalidade e o destino dos contos: “Não conheço os conceitualistas. Nunca li sobre conceitualismo. Por isso tenho imenso respeito por eles. Conceitualismo pra mim é algo que li num ensaio de Sartre sobre a obra Nossa Senhora das Flores, de Jean Genet. Arte é manifesto. Arte é pra dizer”

Serviço:
Lançamento do livro “Mateuzim – contos conceitualistas quase eróticos”
Dia 15 de outubro (quarta-feira) às 17h
no Evoé Café com Livros, na Galeria Central
Entrada Franca