Entregadores do Ifood avaliam nova greve por melhorias aos trabalhadores

Trabalhadores devem avaliar se houve melhorias na logística de entrega; além disso, entregadores exigem melhorias como melhores taxas e fim da priorização de entregadores fixos

Entregadores do Ifood irão se reunir, nesta segunda-feira, 21, às três horas da tarde, no Cepal do Jardim América, para avaliarem se, após a greve que fizeram, a empresa melhorou seu processo de logística de entrega. Segundo eles, muitos trabalhadores estavam ficando sem entregas a fazer, devido uma mudança na distribuição de encomendas feitas pelo aplicativo do Ifood.

Entre as melhorias, entregadores exigem taxas mais justas e o fim da priorização de entregadores fixos. Este último requerimento, inclusive, foi a principal motivação das paralisações. Os trabalhadores ainda alegam que o aplicativo tem priorizado entregas para entregadores fixos na plataforma, ou seja, que possuem horário estabelecido pelo Ifood para iniciar e finalizar o trabalho. Enquanto isso, que os trabalhadores “nuvem”, que seriam os que atuam de acordo com horário estabelecido por eles mesmos, estariam ficando sem nenhum pedido.

Nos dias 11 e 12, os entregadores fizeram uma paralisação para tentar mudar a situação. No dia 12, o Ifood entrou em contato com um representante da categoria alegando que o sistema havia normalizado e solicitou que os entregadores fizessem um teste. A reunião da segunda-feira, 21, tem como objetivo estabelecer diálogo entre os trabalhadores para que seja avaliado se realmente houve mudança na logística de entrega. Caso não tenha acontecido, eles farão outra greve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.