Entidades decidem pela suspensão dos atendimentos eletivos e primeiros atendimentos do IMAS

Motivação seria falta de pagamento dos funcionários; ao Jornal Opção, a prefeitura afirmou que o atendimento eletivo e de urgência a conveniados do Imas já foi restabelecido a 459 dos 536 prestadores de serviço credenciados

Os sindicatos das principais entidades estaduais de saúde decidiram pela suspensão dos atendimentos eletivos e primeiros atendimentos aos usuários da Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (IMAS). O motivo seria falta de pagamento. As entidades também aguardam reunião com o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, para debater a situação.

A decisão fica mantida enquanto as negociações com o Instituto estiverem em andamento e, sobretudo, até que a solução para a falta de pagamento seja apresentada pelo IMAS. Segundo as associações, além das próprias entidades, o atendimento a mais de oitenta mil usuários do IMAS também está comprometido devido a esta situação.

A falta de pagamento está comprometendo financeiramente e economicamente os associados da Associação dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG), do Sindicato dos Laboratórios de Análises e Banco de Sangue Estado de Goiás (SINDLABS), da Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de Goiás (FEHOESG), Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás (SINDHOESG), da Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas de Goiás (COOPANEST-GO) e do Sindicato das Clínicas Radiológicas, Ultrassonografia, Ressonância Magnética, Medicina Nuclear e Radioterapia no Estado de Goiás (SINDIMAGEM).

Ao Jornal Opção, no entanto, a Prefeitura de Goiânia informou que o atendimento eletivo e de urgência aos conveniados do Imas já foi restabelecido em 459 dos 536 prestadores de serviço credenciados. O Paço lembrou, inclusive, ter publicado chamamento público a 90 novos prestadores de serviço que se credenciaram no final de 2021. “A prefeitura está empenhada em resolver todas as questões pontuais com os estabelecimentos conveniados. Ao término desse processo, o Imas voltará a atender em sua totalidade”, declarou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.