Endividamento de brasileiros em junho é o maior dos últimos dez anos, segundo o CNC

Em junho de 2020, percentual de endividados foi para 67,1%, maior patamar desde 2010

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), os endividados de junho somaram 67,1%. No mesmo mês do ano passado, o percentual foi de 64%. Desde 2010, o CNC não registra patamar como este. Já os inadimplentes chegam a 25,4% em junho deste ano, acima da proporção de junho de 2019, quando o percentual era de 23,6%.


Famílias que admitem que não terão condições de pagar suas contas alcançam o patamar de 11,6%, acima dos 9,5% de junho de 2019. Em maio, o número era 10,6%. De acordo com José Roberto Tadros, presidente da CNC, é importante que o governo garanta acresso ao crédito a custos mais baixos, além de maior prazo para o pagamento das dívidas. Ele acredita que a inflação controlada e a queda da taxa Selic devem favorecer o poder de compra dos consumidores.


O CNC informou que o endividamento cresceu entre famílias com rendas mais baixas, enquanto teve queda nas famílias com rendas mais altas. Famílias que recebem acima de dez salários mínimos, o percentual de endividados subiu de 67,4% em maio para 68,2% em junho. Já quem tem renda acima de dez salários mínimos, houve queda de 61,3% em maio para 61,7% em junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.