Empresas de telefonia terão que disponibilizar informações de ofertas padronizadas

Consumidor poderá comparar os preços de cada operadora

As empresas que prestam serviços de telefonia, internet e TV por assinatura deverão, a partir da próxima segunda-feira (10/11), disponibilizar informações de ofertas de serviços de forma padronizada e gratuita em todo o Brasil. A intenção é que o consumidor possa comparar os preços de cada operadora, de acordo com a regra prevista no Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações (RGC).

O prazo foi divulgado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). De acordo com informações publicados pela instituição, os consumidores passam diversas dificuldades para escolher entre as diversas ofertas disponíveis, porque a cobrança dos serviços são variadas. Com a nova regra será possível criar mecanismos para comparar preços e ofertas entre estas prestadoras.

Outra Norma

Na mesma data, uma segunda norma também deve entrar em vigor. Esta trata sobre a ampliação, de dois para três anos, do prazo mínimo para a guardar e o fornecimento de todas as reclamações, pedidos e solicitações feitos pelos clientes às prestadoras de serviços de telecomunicações.

As empresas também devem disponibilizar o histórico de demandas referentes aos últimos seis meses para consultas no site.

Com informações da Agência Brasil

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.