Empresários solicitam flexibilização para bares e restaurantes

Entre as demandas estão maior número de pessoas por mesa e ampliação do horário

Foto: Eduardo Pinheiro / Jornal Opção

Empresários do setor de bares e restaurantes se reuniram na tarde desta segunda-feira, 28, com o presidente da Câmara Municipal, Romário Policarpo (Patriota), para solicitar flexibilização às medidas de combate ao coronavírus em Goiânia. Eles querem que seja permitido maior número de pessoas nas mesas e menor distanciamento.

Além disso, os empresários solicitam também a ampliação no horário de atendimento dos estabelecimentos. Segundo decreto municipal, o limite permitido é de quatro pessoas por mesa, com distanciamento de 2 metros e horário de funcionamento até as 0h.

Os empresários argumentam que horário reduzido proporciona maior aglomeração. Além disso, a falta de lugares nas mesas espanta clientes que culmina com diminuição de faturamento e gera desemprego. 

Um ofício deve ser entregue ao Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE) com as demandas da categoria. O documento deve contar com assinatura de empresários dos principais bares e restaurantes de Goiânia. 

“O cliente está vindo e não temos como atender. Nesse ritmo, vamos ter que demitir mais. Antes da quarentena eu não tinha dívida, agora tenho”, confessa um empresário.

O presidente da Câmara, Romário Policarpo, salienta que os donos de bares e restaurantes passam por dificuldades. Por isso, se dispôs, assim como fez com outros segmentos, a fazer a intermediação com o poder público. 

“A ideia é seguir protocolos rígidos, mas que possam ser expandidos. Algo que já está definido em outras áreas, também pode ser viável para o segmento”, aponta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.