Empresários de Anápolis sugerem que candidatos ao governo invistam no Polo de Defesa

Três governadoriáveis mais bem colocados nas pesquisas participaram de debates na Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia)

Fotos: Divulgação

Os candidatos ao governo de Goiás José Eliton (PSDB), Daniel Vilela (PMDB) e Ronaldo Caiado (DEM) participaram nas últimas semanas de debates na Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia). De acordo com a organização, os três mais bem colocados nas últimas pesquisas foram convidados e apresentaram os planos de governo, responderam a perguntas da diretoria e receberam uma lista de sugestões para o setor.

Empresários locais ouvidos pelo Jornal Opção citaram a importância de investimentos ao Polo de Defesa da cidade e sugeriram a redução de impostos e burocracia como medidas a serem tomadas por quem for eleito nas Eleições de outubro.

De acordo com o presidente da associação, Anastácios Apostolos Dagios, o debate foi interessante para que os empresários conhecessem cada candidato. “Não tivemos controle de tempo. Todos puderam falar por mais de 45 minutos cada, ouvir e serem ouvidos”, declarou.

Sem citar nomes, Anastácios afirmou que ouviu coisas interessantes e coisas desanimadoras. “A cerne da questão é que o empresário precisa trabalhar. O próximo eleito precisa trabalhar contra a indústria da multa e toda burocracia”, reclamou.

“Se você somar a carga tributária e burocrática fica um ambiente muito hostil para os empresários. É preciso criar um cenário mais favorável para o empreendedorismo, tanto para quem tá começando quanto para quem está há anos no mercado”, concluiu.

Vice-presidente da Acia, Cleide Gomes Marques, da emprega Refrigor, afirmou que se surpreendeu com o candidato do MDB. “Eu gostei muito do Daniel Vilela, o Ronaldo Caiado me decepcionou com as colocações radicais e o governador José Eliton estava dentro das expectativas, ficou dentro do esperado”, comentou.

Cleide afirmou que, após os debates, ficou sem muita esperança de investimentos para o município de Anápolis. “Os três candidatos não me passaram projetos que possam melhorar a nossa cidade”, disse.

De acordo com a empresária, o foco dos candidatos deveria ser na geração de empregos. “Eles precisam saber por que as empresas estão fechando. Faltou apresentar números de geração de empregos, os incentivos. Se eles ajudassem os microempresários o retorno não seria melhor?”, questionou.

Além disso, a vice-presidente criticou o foco no empreendedorismo feminino. “O discurso é muito bonito, mas o que eles estão fazendo de fato para as mulheres possam trabalhar?
Para ela trabalhar, ela precisa de um lugar para deixar os filhos. Na ACIA nós temos um trabalho da creche para mãe que trabalha, mas ainda não temos político aliado”, afirmou.

O diretor Baltazar José dos Santos, empresário da Galeria Via Portela, achou extremamente válido ouvir os candidatos. “As preocupações que nós temos é para que o próximo governador possa dar liberdade aos empresários e reduzir um pouco de impostos”, espera.

Segundo Baltazar, Anápolis está no eixo Goiânia-Brasília, e isso precisa ser consolidado. “Anápolis reúne condições para ser um polo da industria de defesa. Todos os três assumiram compromisso para apoiar esse projeto”, garantiu.

Frederico Antonio Bastos Godoy, da Frederico Godoy Negócios Imobiliários, que também não quis citar nomes, algumas propostas agradaram a diretoria. De acordo com o empresário, é preciso fomentar a economia e a geração de empregos.

O diretor social da Acia disse ainda que Anápolis precisa mudar o problema que é a falta de área para novas empresas. “Precisamos destravar o Daia (Distrito Agroindustrial de Anápolis)”, finalizou.

Sabatina

No seu dia do debate, Daniel apontou propostas para criar um ambiente propício para trazer mais investimentos para Goiás e gerar renda, por meio de uma simplificação tributária, segurança jurídica, desburocratização da máquina pública e prestação mais eficiente de serviços. “Anápolis é e sempre será uma das locomotivas do crescimento de Goiás e tem que ser tratada como tal”, acrescentou.

O candidato se comprometeu a tomar decisões compartilhadas, visando criar um ambiente propício para a retomada do desenvolvimento do Estado. Daniel disse ainda que uma de suas plataformas é a digitalização dos processos, por meio de plataformas inteligentes e utilização de Big Data, para que a emissão de licenças ocorra em poucas semanas.

O atual governador José Eliton participou da sabatina ao lado do ex-governador Marconi Perillo. Na ocasião, ele falou da entrega do Centro de Convenções de Anápolis, Abrigo para Menores, Unidade Penitenciária, a conclusão da primeira etapa da pista do Aeroporto de Cargas, sobre a Plataforma Logística Multimodal contou que o processo de alienação de parte da área já foi iniciado.

Sobre o Projeto do Polo de Defesa de Anápolis, afirmou que se trata de um projeto importantíssimo e que as pessoas não sabem a agregação de valor de mão de obra que o Polo de Defesa pode trazer para Anápolis e que o convênio assinado entre UEG x ITA futuramente
irá causar um grande impacto econômico para o município de Anápolis.

Por fim, para que o Polo se concretize estabeleceu uma política tributária que garanta a Anápolis ver esse sonho virar realidade.

Último a participar dos debates, Caiado prometeu respaldar e dar todo o apoio necessário para viabilizar o projeto da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) de implantação do Pólo da Base Industrial de Defesa Anápolis e criar uma política de incentivos para atrair indústrias de defesa para o Estado.

Acompanhado do candidato ao Senado, Wilder Morais (DEM), Caiado elogiou o empenho da entidade para a implantação do Pólo Industrial de Defesa, mas não detalhou o apoio que pretende dar ao projeto.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.