Em webconferência com empresariado goiano, Mourão destaca reformas para retomar economia

“Temos que arrumar nossa casa, reorganizar e parar com o clima de FlaxFlu que está aqui dentro”, afirmou vice-presidente durante encontro virtual

Em videoconferência realizada na tarde desta terça-feira, 16, entre o vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), e diversos líderes do empresariado goiano, o representante do Executivo destacou pilares para a retomada econômica do país.

O evento virtual realizado pelo Fórum Empresarial de Goiás buscou discutir as perceptivas pós-Covid-19, funcionando em formato de perguntas e respostas.

Entre as questões pontuadas por Mourão, as reformas estiveram entre as principais defesas do vice-presidente, que disse não considerar que há instabilidade institucional no país, cobrando organização, ampliação de financiamentos e busca por investimentos.

“Eu me recuso a dizer que há instabilidade institucional, aqui nós temos muito mais instabilidade emocional do que institucional, as instituições estão ai funcionado, todos dando seus pitacos. Agora as emoções vão a flor da pele, palavras que saem e não voltam e ai a turma tem que buscar amenizar isso”, destacou Mourão.

Linhas de crédito

Quando perguntado sobre as possibilidade de socorro ao setor de turismo, apontado como o mais impactado pela crise, o vice-presidente falou sobre a importância da ampliação das linhas de crédito. Dentro desse cenário, ressaltou as dificuldades enfrentadas pelo bancos públicos, que devem presar pela segurança econômica, mas disse que é possível fazer chegar dinheiro a quem mais precisa.

Sobre a atuação futura do governo na economia, o vice-presidente afirmou que medidas como a prorrogação do Auxílio Emergencial deve estar entre os itens do pacote, mas destacou que o benefício deve ter tempo limitado.

Reformas

O vice-presidente falou ainda sobre a necessidade de dar andamento ao que chama de ‘medidas estruturantes’ e citou a reforma tributária. “Parece que estamos em uma ressaca após a reforma da Previdência”.

Em paralelo com a reforma tributária, citou a redução de burocracias e disse que o governo precisa estimular a criação de empregos, relembrando a emenda da carteira verde e amarela, parada no Congresso desdo o ano passado.

“Tá mais que na hora de nós sentarmos, e quando digo nós eu me refiro a nós Legislativo e Executivo, para resolvermos”, afirmou Mourão, acrescentando em outro momento que é necessário cessar os ânimos de rivalidade.

“Nós temos que arrumar a nossa casa, reorganizar e parar o clima de FlaxFlu que está aqui dentro. Cloroquina sim, cloroquina não… Não há bom senso, parece que ele ficou escondido em algum lugar”, cobrou o político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.