Em surto, mulher com deficiência auditiva caminha na faixa de maior velocidade da BR-153

PRF resgatou a jovem que tem deficiência auditiva e quase foi atropelada por diversas vezes em trecho próximo a Aparecida de Goiânia

Jovem foi encaminhada à Delegacia da Mulher de Aparecida de Goiânia | Foto: Divulgação PRF

Uma jovem de 25 anos foi flagrada caminhando na faixa de maior velocidade da BR-153 na manhã desta sexta-feira (24/3), obrigando vários veículos a fazerem manobras bruscas para desviar e evitar acidentes e quase sendo atropelada diversas vezes.

Aparentemente em surto, a mulher, que é deficiente auditiva, andava pela rodovia gesticulando bastante. Ela foi resgatada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) sem ferimentos, no trecho do km 514, acesso a Aparecida de Goiânia, e levada para a Delegacia da Mulher da mesma cidade.

Segundo relato, os agentes da PRF que retiraram a jovem da situação de risco tiveram dificuldades para se comunicar, já que ela se expressava fazendo uso da linguagem de sinais. Ela alegou que estava fugindo de casa por sofrer maus-tratos dos familiares e insistia para que os policiais não a levassem de volta.

Com ela, os agentes encontraram um caderno do colégio onde ela estuda, em Aparecida de Goiânia, e conseguiram contato com o irmão, que trabalha na escola. Segundo ele, a irmã não é maltratada e esta não é a primeira vez que ela foge de casa. O caso será investigado pela Polícia Civil.

 

 

Deixe um comentário