Em plena pandemia, Justiça de SP nega suspensão da Festa de Barretos

No resultado do requerimento, o Tribunal de TJ-SP negou o pedido e afirmou que “não há requisitos legais que autorizem a medida do cancelamento

Festa do Peão de Barretos / Foto: Reprodução

Devido ao crescente número de casos de infectados pela Covid-19 em São Paulo, a Associação de Defesa da Cidadania de Barretos protocolou, no mês passado, uma ação civil pedindo o cancelamento da Festa de Peão de Barretos deste ano. Entretanto, o resultado da ação causou surpresa: a Justiça de SP decidiu pela manutenção do evento, que deve ocorrer em no final do ano.

No resultado do requerimento,  o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) negou o pedido e afirmou que “não há requisitos legais que autorizem a medida do cancelamento, sendo descartado, portanto, o perigo de dano iminente, já que o evento acontecerá apenas no final de outubro”.

Até agora, a previsão de realização da Festa de Peão de Barretos é para os dias 28 de outubro a 2 de novembro deste ano. O evento contará apresentações de Gusttavo Lima, Simone e Simaria e outros. A decisão da Justiça de não cancelar o evento acabou gerando revolta nas redes sociais e em órgãos públicos.

A Associação Os Independentes, organizadores da Festa do Peão de Barretos, informou que a “na demanda originária, o pedido de liminar foi indeferido, determinando a manifestação do Ministério Público”. “A organização do evento esclarece ainda que a realização da Festa seguirá as determinações das autoridades competentes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.