Em greve, professores tingem fonte da Câmara Municipal de vermelho

Ato aconteceu na manhã desta segunda-feira (4/5) após a prestação de contas do prefeito Paulo Garcia (PT) na Casa

Em greve há três semanas, os professores da Educação de Goiânia realizaram novo protesto na Câmara Municipal nesta segunda-feira (4/5).

Após a prestação de contas do último quadrimestre de 2014 feita pelo prefeito Paulo Garcia (PT), os servidores — que ainda não tiveram suas reivindicações atendidas — tingiriam a fonte do Legislativo de vermelho.

O ato é uma alusão ao sangue derramado há duas semanas no confronto entre professores e Guarda Municipal no Paço, quando houve confusão na porta do gabinete do secretário de Finanças.

A ação é semelhante a que aconteceu em Curitiba, no Paraná, na última semana, quando professores estaduais tingiram os espelhos d’água da Assembleia após serem agredidos por policiais militares.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.