Em crise com Caiado, DC ensaia aproximação com base governista

Alexandre Magalhães admite diálogo com demais grupos políticos, após ser preterido na formatação de chapa encabeçada pelo senador democrata

Arquivo

O presidente do DC, antigo PSDC, Alexandre Magalhães, admitiu, em entrevista ao Jornal Opção nesta terça-feira (17/7) que avalia, junto a aliados, a possibilidade de deixar a base de apoio do pré-candidato ao governo de Goiás Ronaldo Caiado (DEM).

O clima de animosidade foi instalada no grupo de oposição na semana passada, quando o democrata anunciou o deputado estadual Lincoln Tejota, do PROS, como pré-candidato a vice-governador. Alexandre discorda da decisão e afirma que Caiado não ouviu aliados antes de tomar a decisão.

Apesar de admitir a possibilidade de debandada, o dirigente nega que já tenha diálogo avançado com qualquer outro grupo político, apesar de especulações apontarem para uma aproximação com a base governista. Alexandre afirma que a definição só será tomada na convenção do partido, no início do próximo mês.

“O DC continua da mesma maneira. Estou conversando com a minha base e procurando outros caminhos”, resumiu.

Deixe um comentário