Em convenção, PSL anuncia chapa pura com Major Araújo e pastora Rose Castelo

A convenção acontece neste domingo, 13, na Associação dos Subtenentes e Sargentos do Estado de Goiás

Convenção do PSL | Foto: Ascom

O Partido Social Liberal (PSL) realiza na manhã deste domingo, 13, a convenção municipal para escolha dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador, na Associação dos Subtenentes e Sargentos do Estado de Goiás (ASSEGO).

Durante o evento, o partido confirmou chapa pura, com a confirmação do candidato a prefeito de Goiânia, deputado estadual major Araújo, e na vice a pastora Rose Castelo.

De acordo com Major Araújo a opção por chapa pura partiu desde o princípio da sua postulação à candidatura. O parlamentar diz que seu perfil e o partido em Goiânia não busca e não favorece alianças, por sua “personalidade forte”.

Araújo pondera, no entanto, que o PSL poderia conquistar aliança por ser um partido atrativo, que tem tempo de televisão e recursos oriundos da fundo partidário. “O partido tem o fundo que será gasto com candidatos do PSL. O que inviabiliza alianças. Já sabia dessas dificuldade. Acho que isso não é um empecilho, já que aliança também traz desgastes”, aponta.

Proporcional

Foram oficializados, na convenção, 40 candidatos a vereador na capital. Para vereador, o perfil do partido é de renovação. Apenas Lucas Kitão, que já tem mandato, e Bill Guerra que já foi candidato, o restante são nomes escolhidos que, segundo Araújo, têm votos, mas que representam nomes novos no pleito. “São aquelas pessoas que seguem o presidente Jair Bolsonaro, que são de direita. Policiais militares e civis, delegados, pastores e pastoras, empresários e alguns servidores públicos”, afirma.

Propostas

A prioridade, para o parlamentar em Goiânia, é a discussão da mobilidade urbana. Ele afirma que a solução para a capital seria a construção de um metrô, que poderia ser construído com recursos privados, bastando oferecer a concessão à empresa. Assim, como abertura para concessão de exploração do transporte público por parte do transporte coletivo.

Ele cita também o desafio em transformar a escola através de melhoria de estrutura, atendimento médico para exame periódico anual, para cuidar integralmente da criança.

Para a saúde seria preciso melhorar o que a cidade já possui, além da criação de um Centro de Diagnóstico para levantar o perfil da saúde do goianiense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.