Em campanha por Goiânia, Gomide volta a criticar Estado por impugnação de candidatura

Candidato petista insinuou que a ação foi iniciativa do governador Marconi Perillo. Fala do ex-prefeito de Anápolis veio durante caminhada pelo Mercado Central

Petista cumpre agenda no Centro de Goiânia na manhã desta terça-feira | Foto: Reprodução/Twitter

Petista cumpre agenda no Centro de Goiânia na manhã desta terça-feira | Foto: Reprodução/Twitter

O candidato a governador Antônio Gomide (PT) reafirmou nesta terça-feira (15/7) que a impugnação dos pedidos de registro de sua candidatura pela Procuradoria Regional Eleitoral em Goiás (PRE-GO) partiu do governador Marconi Perillo (PSDB), que concorre à reeleição. As falas vieram durante agenda de campanha no Mercado Central de Goiânia nesta manhã, no Centro da capital.

O petista lamentou a situação e classificou a iniciativa como “jogo rasteiro”. O nome dele está entre os 27 analisados pelo Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO), divulgado na última segunda-feira (14). “Ele domina os conselheiros e, principalmente, as indicações do PSDB junto ao TCM [Tribunal de Contas do Município]”, relatou o candidato ao Palácio das Esmeraldas.

No centro de vendas, o ex-prefeito de Anápolis distribuiu panfletos e pediu votos a populares e comerciantes.

Também estão na lista da PRE-GO o deputado federal Valdivino de Oliveira (PSDB), candidato à reeleição, Bueno Coutinho, que concorre a primeiro suplente de Senador pelo PT, o ex-prefeito de Catalão Adib Elias e o ex-deputado José Nelto –– ambos do PMDB, que pleiteiam uma vaga à Assembleia Legislativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.