Eleitora que denunciou que urna impedia voto em Bolsonaro tentava votar para governador

Eleitores de Bolsonaro em Goiânia fizeram confusão na hora de votar e acabam denunciando adulteração nas urnas

Publicação que circulou nas redes sociais neste domingo (7/10) mostra denúncia de uma eleitora que não teria conseguido votar para o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), alegando adulteração de urna, no Colégio Militar do Guanabara, em Goiânia.

“Estou indignada, na minha zona 146 e sessão 40 no Jd.Guanabara , a urna estava anulando o voto 17 para presidente, a pessoa apertava e aparecia nulo, eu e outras pessoas denunciaram, e incrivelmente quando veio o Major da PM trazendo o técnico de urna a mesma voltou a funcionar, e isso aconteceu mais de uma vez e em outras sessões também. ESTAMOS DE OLHO !”, escreveu a eleitora.

A assessoria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), entretanto, informou que, após ser feita uma auditoria na urna instalada e indentificado que os eleitores estavam tentando votar para presidente na opção de governador.

Como não existe candidato com o número 17 para governo de Goiás, aparecia voto nulo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.