“Eleições vão contrapor oligarquias à ação modernizadora do PSDB”, diz Zé Eliton

Segundo vice-governador, “as dinastias ainda acreditam que política é direito hereditário, mas a atividade pública deve ser resultante do valor e do mérito”

Convenção estadual do PSDB – Foto: Wildes Barbosa

O vice-governador Zé Eliton contrapôs a trajetória histórica das “oligarquias” de Goiás às gestões modernizadoras do Tempo Novo durante convenção estadual realizada neste sábado (11/11) em Goiânia, que reconduziu o deputado federal Giuseppe Vecci à presidência do PSDB para o biênio 2018-2019, em chapa única. “As dinastias ainda acreditam que política é direito hereditário, mas a atividade pública deve ser resultante do valor e do mérito”, afirmou Zé Eliton.

“Há muito o Brasil deixou de ser monarquia para ser república. A sociedade não compactua com a prática da espora e da chibata. É por isso que, muitas vezes, a mula assusta e o peão cai de cima dela”, discursou o vice-governador ao fazer uma projeção sobre as eleições de 2018. “Tem muitos oligarcas que, até hoje, não engolem a ascensão do governador Marconi Perillo porque acham que ele não tem sangue azul. As dinastias não compreenderam as mudanças sociais”, destacou.

Zé Eliton disse que “celebramos a democracia, o valor fundamental, que permite a um jovem de Palmeiras, de família simples e humilde, se transformar no maior governador da história deste estado”. Segundo ele, “agora, Goiás apresenta o seu melhor quadro para ser presidente do PSDB nacional: Marconi Perillo”.

Ainda de acordo com Zé Eliton, “a democracia permite a um estudante de escola pública ser vice-governador do estado pré-candidato ao governo”. Segundo afirma, “apesar das dificuldades de um processo eleitoral que deve impor agressões e leviandades, com garra, determinação, trabalho, valores, alma, coração e a força de todos os que compõem a base aliada, com certeza vai triunfar a política do bem”.

“Não vou para a eleição xingar ninguém”, afirmou o vice-governador. “Muitos acham que se conquista o poder não pela força das ideias, mas da desconstrução, mas eu vou seguir a trilha da modernidade e da construção”, destaca. “Vamos prosseguir a levar fé e esperança em todo o estado, com novas transformações a avanços”, disse. “Venha quem vier, nós vamos ganhar essas eleições”, projeta ele.

Ainda sobre a sucessão de 2018, Zé Eliton disse que vai focar sua ação no “debate do hoje e do amanhã, tendo por base os sonhos sonhados por todos”. Segundo avalia, o PSDB “plantou uma semente que germina e que faz de Goiás hoje exemplo para o país”. Mais adiante, avalia que “se o estado cresceu, floresceu, prosperou, precisamos avançar”. Ele defende que Goiás “seja referência em conhecimento, saber, ideias, inovação e tecnologia, que são os grandes desafios do mundo moderno”. Zé Eliton também defendeu “impulsionar condições ao cidadão de sonhar, a fim de que sejamos fonte de geração de empregos em todas as regiões”. Ele ainda abordou as vertentes do programa Goiás na Frente, desde os investimentos em infraestrutura até a modalidade Terceiro Setor – Social.

Os se referir ao deputado Giuseppe Vecci, o vice-governador se declarou “feliz com um partido dinamizado pelo seu presidente, sempre ouvindo, debatendo e florescendo com a grandeza das ideais e dos sonhos”. Ele citou lideranças do PSDB, como o ex-governador Henrique Santillo.

Zé Eliton disse que o PSDB é uma legenda “que tem capacidade de se reinventar, de exercer o protagonismo nacional”. E continuou: “Vamos celebrar esse partido que tem a força para se reerguer, que não é dos ‘caras’ contra os outros, mas que abriga os que querem o melhor para o país”. Ele defendeu o “desenvolvimento econômico e social, sem populismo”. E finaliza: “Somos o partido da esperança, que tem princípios e valores próprios”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.