Dois homens são presos em Goiás por boca de urna

No dia das eleições é vedado qualquer tipo de aliciamento ou manifestação para influenciar a vontade dos eleitores

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Dois homens foram presos neste domingo (26/10) por praticarem crimes eleitorais. Os casos ocorreram na cidade de Minaçu, distante cerca de 490 quilômetros de Goiânia. De acordo com informações da Polícia Militar, Almir Pinheiro de Moura e Ailton Batista de Mendonça estavam fazendo boca de urna dentro do Colégio Estadual Joaquim Thomé de Almeida, no centro da cidade.

A chefe do cartório eleitoral do município, Cristiane Tinti Duarte, informou aos policiais que dois homens estavam praticando delito eleitoral dentro do colégio.

Propaganda política no dia das eleições é crime. É possível reconhecer boca de urna em ações como propaganda eleitoral que envolva uso de alto-falantes e amplificadores de som, bem como comícios, carreatas ou distribuir material de propaganda política. Também é vedado qualquer tipo de aliciamento ou manifestação para influenciar a vontade dos eleitores. As denúncias de crimes eleitorais podem ser feitas pela população por meio do telefone (62) 3243-5462/5255.

Urnas com problemas

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), 24 urnas eleitorais apresentaram problemas no Estado e tiveram que ser trocadas neste domingo (26). Do total, seis equipamentos estavam em seções de Goiânia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.