Área afetada faz parte da preservação permanente de uma nascente que alimenta o Córrego Água Limpa

RETRO

O Ministério Público de Goiás (MPGO), com apoio da Polícia Militar, constatou, no final da semana passada, crime ambiental no munícipio de Jussara e prendeu, em flagrante, dois homens que danificavam a nascente que alimenta um rio.

A área afetada faz parte da preservação permanente de uma nascente que alimenta o Córrego Água Limpa. No momento da prisão, que ocorreu na sexta-feira (24/10), os dois homens destruíam, com uma retroescavadeira, o local onde se iniciava o curso de água. O maquinário utilizado pelos homens foi apreendido pelos policiais.

Segundoo promotor de Justiça Bernardo Morais Cavalcanti, foi lavrado ainda auto de infração ambiental, com aplicação de multa. Ele adianta que, no âmbito do MPGO, foi instaurado inquérito civil para apuração do dano e tomada de medidas para a recuperação da área degradada.

Áreas de preservação permanente são, segundo o Novo Código Florestal Brasileiro, regiões protegidas, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica, a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas.