Dilma anuncia reforma ministerial nesta sexta-feira

Presidente deve cortar 10 ministérios e dar mais espaço ao PMDB 

Dilma e os ministros: vários já caíram. Vários cairão | Foto: Wilson Dias / ABr

Dilma e os ministros: vários já caíram. Vários cairão | Foto: Wilson Dias / ABr

A presidente Dilma Rousseff (PT) vai anunciar mudanças em seu ministério nesta sexta-feira (2/10). A declaração à imprensa foi confirmada pelo Palácio do Planalto. Prometida no mês passado pelo governo, a reforma administrativa tem o objetivo de cortar dez dos 39 ministérios.

Seguindo conselhos de assessores, a própria presidente é quem fará o anúncio. Desde a semana passada, ela tem conversado com lideranças de partidos da sua coalizão, em especial com o PMDB, com o intuito de receber e avaliar indicações para a nova equipe.

Nos últimos dias, foram anunciadas as exonerações dos ministros da Saúde, Arthur Chioro, e da Educação, Renato Janine Ribeiro.

Na tarde da última quinta-feira (2/10), a presidente Dilma conversou por mais de três horas, no Palácio da Alvorada, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e lideranças petistas, na tentativa de fechar os detalhes das trocas que pretende fazer na equipe. Pela manhã, ela se reuniu, no Palácio do Planalto, com o vice-presidente da República, Michel Temer, que é presidente nacional do PMDB.

Embora tenha avisado à presidente que não pretende indicar nomes do partido para a nova equipe ministerial, Temer tem se reunido com ela quase que diariamente desde se iniciaram as negociações sobre a reforma administrativa.

Na última quarta-feira (30), ele se encontrou rapidamente com o deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), cotado para assumir o ministério da Saúde no lugar do petista Arthur Chioro. (As informações são da Agência Brasil)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.