Deputados avaliam como deverá ser o mandato do novo governador na Assembleia

Cerca de 23 dos 41 parlamentares podem se tornar oposição de Ronaldo Caiado em 2019

Assembleia Legislativa de Goiás | Foto: arquivo

Com os 41 deputados estaduais eleitos neste domingo (7), a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), a partir de 2019, recebe 21 parlamentares novos e 20 que reassumem o posto. Com a mudança, é possível que 23 cadeiras se tornem oposição do governador Ronaldo Caiado (DEM), também eleito em primeiro turno em Goiás.

Com a análise de que a maioria dos deputados pode se tornar oposição do governo,  o Jornal Opção conversou com outros deputados sobre a composição da Casa de leis a partir do próximo ano.

Deputado em outros dois mandatos, Tião Caroço (PSDB) retorna à Assembleia no ano que vem e falou à reportagem que pretende bancar uma oposição “respeitosa”. “Na época em que fui parlamentar, eu era oposição a Maguito, e acredito que desta vez será igual, vamos cobrar tudo que precisar ser cobrado e ajudar o Estado a crescer”, disse.

Avaliando a dificuldade de Caiado em montar uma base aliada forte em 2019, Tião revelou que ainda é cedo, e que não consegue enxergar, agora, se o novo governador terá obstáculos ou não. Resposta parecida também deu o vereador eleito deputado Alysson Lima (PRB).

Segundo Alysson, o partido ainda não se reuniu para tratar da oposição ou não, mas avalia que o trabalho dele no Legislativo deve continuar sendo o de “fiscalização”. “Terei esse perfil na assembleia, ajudando a propor e aprovar projetos relevantes pra sociedade”, declarou.

O parlamentar também faz um prognóstico sobre a relação de Caiado e da Alego em 2019. “Acho que é cedo prever essa equação. Acredito que o próprio governador pode tentar aumentar sua base conversando com os novos deputados eleitos, talvez”, explicou ele lembrando que o mais importante é que a população precisa ver uma Assembleia mais atuante na próxima gestão.

Confira a lista dos deputados cotados para integrar oposição a Caiado em 2019:

  1. Diego Sorgatto (PSDB) – REELEITO
  2. Paulo Cezar Martins (MDB) – REELEITO
  3. Delegada Adriana Accorsi (PT) – REELEITA
  4. Helio de Sousa (PSDB) – REELEITO
  5. Lissauer Vieira (PSB) – REELEITO
  6. Antônio Gomide (PT) – NOVO
  7. Talles Barreto (PSDB) – REELEITO
  8. Lêda Borges (PSDB) – REELEITA
  9. Bruno Peixoto (MDB) – REELEITO
  10. Humberto Aidar (MDB) – REELEITO
  11. Tião Caroço (PSDB) – NOVO
  12. Alysson Lima (PRB) – NOVO
  13. Virmondes Cruvinel (PPS) – REELEITO
  14. Wilde Cambão (PSD) – NOVO
  15. Gustavo Sebba (PSDB) – REELEITO
  16. Lucas Calil (PSD) – REELEITO
  17. Delegado Eduardo Prado (PV) – NOVO
  18. Henrique Arantes (PTB) – REELEITO
  19. Amilton Filho (SD) – NOVO
  20. Thiago Albernaz (SD) – NOVO
  21. Wagner Neto (Patriota) – NOVO
  22. Coronel Adailton (PP) – NOVO
  23. Jeferson Rodrigues (PRB) – REELEITO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.