Deputado de Goiás defende distritão: “Respeito à vontade do eleitor”

Para Delegado Waldir (PR), proposta aprovada na Câmara é “justa”, pois serão eleitos candidatos mais bem votados

O deputado federal delegado Waldir Soares (PR) defendeu, em entrevista ao Jornal Opção, o modelo do Distritão, aprovado na Comissão Especial da Reforma Eleitoral nesta semana. Ao contrário do seu partido, que integra bloco com outras oito siglas contrárias à proposta, ele a julga mais justa.

Ele lembra que, em 2014, Jorge Kajuru (PRP), que sagrou-se o vereador mais bem votado da história de Goiânia no ano passado, teria sido eleito, já que teve mais de 106 mil votos. Na sua opinião, essa composição desrespeita a escolha da população. “Tem que respeitar a vontade do eleitor e isso é eleger os que são os mais votados. Não é justo eleger candidatos que tiveram uma quantidade irrisória de votos”, declarou ele.

Sobre as críticas de que o Distritão dificulta a eleição de novos candidatos, ele rebateu dizendo que, atualmente, a renovação já não é expressiva. “Hoje, os partidos têm que lançar muitos candidatos apenas para terem votos, não há renovação. Eu penso que o Distritão é, no momento, a melhor arma.”

Waldir também comentou outros termos da reforma, se dizendo favorável ao fim das coligações proporcionais e à cláusula de barreiras, que limita o número de partidos. Ele também criticou a destinação de dinheiro público às eleições. “Vivemos crise na saúde, na segurança, existem milhares de obras paralisadas e a Câmara e o Senado querem dar mais dinheiro pras eleições, isso é uma covardia. Sou favorável até a cortar o valor atual do Fundo de Partidário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.