Depois de goleada e quarto lugar, Felipão não é mais técnico da seleção

Situação do treinador ficou complicada após derrota por 7 a 1 contra os alemães, na semifinal. Nome mais cotado para ocupar a vaga é o de Tite, ex-Corinthians

felipão demitido afp

Pentacampeão em 2002, Felipão se despede da seleção após quarta colocação na Copa do Mundo no Brasil | Foto: Reprodução: AFP

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) aceitou o pedido de demissão de Luiz Felipe Scolari, o Felipão, na noite do último domingo (13/7). Ele sai do posto após dois dias da derrota do Brasil na disputa pelo terceiro lugar na Copa do Mundo contra a Holanda, por 3 a 0.

A demissão abrange toda a comissão técnica, inclusive o coordenador Carlos Alberto Parreira e o auxiliar Flávio Murtosa. A CBF deve oficializar a saída nesta segunda (14), quando inicia a procura por um novo treinador. O nome mais cotado está sendo o de Tite, ex-técnico do Corinthians.

A situação do gaúcho ficou delicada após a goleada por 7 a 1 contra tetracampeã Alemanha, nas semifinais do mundial, no Mineirão.

Felipão foi pentacampeão em 2002, na Copa sediada no Japão e Coreia do Sul. Seu retorno ao time canarinho veio ao fim de 2012, após a demissão de Mano Menezes. Em 2013, ele conquistou o título da Copa das Confederações por 3 a 0 contra a Espanha, no Maracanã.

A campanha dele foi de 19 vitórias (em 29 jogos) –– na qual o Brasil marcou 70 gols e sofreu 29 (14 deles na Copal) ––, seis empates e quatro derrotas. O aproveitamento foi de 72,4%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.