Denes Pereira diz que fica no cargo até que Procuradoria decida sobre impasse

Presidente da Comurg garantiu ao Jornal Opção que, caso haja impedimento legal, pedirá demissão. Por enquanto não há nada definido

Iris, Dona Íris e Denes Pereira | Foto: reprodução/ Comurg

O presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Denes Pereira, garantiu ao Jornal Opção, na tarde desta quarta-feira (12/4), que não tem intenção de entregar o cargo ao prefeito Iris Rezende (PMDB).

Após o vereador Jorge Kajuru (PRP) denunciar uma suposta irregularidade na nomeação do auxiliar, a Procuradoria-Geral do Município abriu investigação para avaliar o caso.

Isso porque, segundo a Lei Federal 13.303/16, que trata sobre a organização das empresas públicas de economia mista no país, é vedada a indicação de dirigente estatutário de partido político para o Conselho de Administração e para diretorias. Denes Pereira é presidente do PRTB em Goiás.

“Estou aguardando um parecer da procuradora [Ana Vitória Gomes Caiado] para que, assim, possamos discutir a situação com o prefeito, não há possibilidade de eu pedir demissão até que o estudo seja concluído”, esclareceu.

Contudo, Denes Pereira disse à reportagem que, caso haja real impedimento, deixará o cargo de imediato: “O PRTB não quer atrapalhar o prefeito, nossa intenção é ajudar a recuperar Goiânia.”

 

 

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
cicero rocha

o que se entende e que o veriador kajuru e quem manda no legislativo goianiense os demais são figurativos