Demóstenes sobre decisão do STF: “Agora, sou um candidato mais forte”

Placar do Supremo Tribunal Federal ficou 3×1 favorável à possibilidade de candidatura do ex-senador 

Demóstenes Torres | Foto: Reprodução

Em entrevista ao Jornal Opção, o ex-senador Demóstenes Torres disse que está “extremamente feliz”. A declaração é sobre o julgamento da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que aconteceu nesta terça-feira (17/4) e que foi favorável (3 votos à 2) para que o parlamentar pudesse concorrer como candidato nas eleições deste ano.

Demóstenes disse que já esperava uma decisão favorável, pois entrou com a petição com esse objetivo. “Recebo a decisão com humildade e início de um trabalho. Agora, vamos partir pra segunda fase que é definição do candidato da base, que respeitarei seja quais sejam os critérios e qualquer que seja a pessoa”, conta o parlamentar que, agora, também se considera “um candidato mais forte, porque o povo sabe que pode ser votado”.

O julgamento do STF terminou com os votos de Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes a favor da revogação da inelegibilidade, que permitia a candidatura de Demóstenes. Os dois votos contra a autorização para que o parlamentar fosse eleito foram dos ministros Celso de Mello e Edson Fachin.

Os ministros que votaram a favor entenderam que o ex-parlamentar não poderia ser considerado inelegível uma vez que as provas que embasaram a sua cassação acabaram anuladas pela Justiça. Reiteraram, porém, que Demóstenes não poderá reassumir ao mandato de senador uma vez que essa decisão cabe ao Senado.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fabiano Oliveira

Ah não Demóstenes…menos…por favor !! Desculpe, mas seu bonde já passou a muito tempo !! Hoje vc não ganha nem pra síndico do seu prédio !!

wand

Este Brasil nao tem jeito, os goianos que votarem neste corrupto tem que apanhar na cara mesmo.