Delegado Waldir oficializa saída do PSDB

Deputado federal já havia sinalizado que deixaria legenda depois de não ter se viabilizado como candidato tucano à Prefeitura de Goiânia

Foto: Reprodução

Waldir deve ir para o PR ou para o Pros | Foto: Reprodução

Confirmando indicação que já havia dado ao Jornal Opção de que não só desistiria das prévias do PSDB como também deixaria a legenda, o deputado federal Delegado Waldir protocolou, nesta segunda-feira (20/2), sua desfiliação do partido.

A decisão foi tomada depois que ele não se viabilizou como o candidato tucano à Prefeitura de Goiânia, posição que foi conquistada por seu colega de Câmara dos Deputados, Giuseppe Vecci. Waldir se recusou a participar das prévias, que acabaram consagrando Vecci depois que o único adversário restante, o vereador Anselmo Pereira, retirou seu nome na véspera da disputa.

No início do mês, Waldir chegou a publicar uma carta enumerando 22 motivos pelos quais ele desistiria das prévias, acusando o PSDB de ter adotado uma “conduta antidemocrática” ao escolher seu candidato para a disputa de 2016. A divulgação destes pontos já foi feita em tom de ruptura.

Segundo Waldir, o que ainda o segurava no partido era um pedido pessoal do senador Aécio Neves, que prometeu articular pela sua permanência no PSDB. Apesar de ter adiado a formalização da saída de Waldir, Aécio não conseguiu mantê-lo na legenda, como já era esperado.

Ainda não se sabe para qual legenda Waldir irá, já que pelo menos seis partidos estariam interessados em tê-lo em seus quadros. Há grandes chances, no entanto, de que ele se filie ao PR de Magda Mofatto ou ao Pros, de Eurípedes Júnior. Além dos dois, PHS, PTN, PRB e PV também já sondaram o deputado. A única certeza é que o partido ao qual ele se filiar terá que apoiar sua candidatura à Prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.