Decreto de calamidade pública tem pedido de vistas na Comissão Mista

Projeto do governador pede maior flexibilização no cumprimento da meta fiscal do Estado, já haverá déficit como consequência do coronavírus

Comissão Mista da Assembleia Legislativa de Goiás | Foto: Alego/Divulgação

Durante sessão remota da Comissão Mista, os membros pediram vistas ao decreto que prevê maior flexibilidade no cumprimento da meta fiscal em Goiás. Para o governador Ronaldo Caiado, o déficit está previsto em pelo menos R$4 bilhões neste ano.

“Vivemos uma emergência de saúde pública internacional, cuja gravidade é sem precedentes. A infecção humana pelo coronavírus é tão grave que seus impactos transcendem a saúde pública e afetam a economia como um todo”, justificou o governador.

O deputado Talles Barreto (PSDB) sugeriu vistas, já que o déficit não estava previsto no orçamento para 2020. “Amanhã teremos que corrigir isso no orçamento. Peço que o deputado Karlos [Cabral] peça vistas e depois faça uma emenda”. A sugestão foi acatada e será analisada antes de tramitar na Casa.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.