Lúcio Flávio, presidente da OAB-GO, afirmou que atuação do judiciário e do MP goianos servem de lição de que abusos policiais não serão tolerados

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio de Paiva, afirmou que recebeu com “serenidade” a notícia da prisão preventiva do agressor, Tenente Gilberto Borges da Costa, e afastamento dos demais envolvidos no caso de agressão ao advogado Orcélio Júnior, determinada pela Justiça Militar nesta quarta-feira, 22.

[relacionadas artigos=”353776″]

Segundo Lúcio Flávio, as ações estão sendo acompanhadas de perto pela OAB-GO desde o ocorrido, em julho deste ano, quando os cinco policiais foram filmados ao agredir o advogado. E destacou que a “efetiva atuação do Judiciário e do MP goianos servem de exemplar lição de que abusos policiais não serão tolerados, que agressão à advocacia é agressão à cidadania”.

O presidente diz ainda que OAB-GO atua também contra qualquer ataque ao livre exercício da advocacia.