Decisão judicial contra PMs envolvidos na agressão de advogado é “exemplar lição”, diz OAB-GO

Lúcio Flávio, presidente da OAB-GO, afirmou que atuação do judiciário e do MP goianos servem de lição de que abusos policiais não serão tolerados

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio de Paiva, afirmou que recebeu com “serenidade” a notícia da prisão preventiva do agressor, Tenente Gilberto Borges da Costa, e afastamento dos demais envolvidos no caso de agressão ao advogado Orcélio Júnior, determinada pela Justiça Militar nesta quarta-feira, 22.

Segundo Lúcio Flávio, as ações estão sendo acompanhadas de perto pela OAB-GO desde o ocorrido, em julho deste ano, quando os cinco policiais foram filmados ao agredir o advogado. E destacou que a “efetiva atuação do Judiciário e do MP goianos servem de exemplar lição de que abusos policiais não serão tolerados, que agressão à advocacia é agressão à cidadania”.

O presidente diz ainda que OAB-GO atua também contra qualquer ataque ao livre exercício da advocacia.

Uma resposta para “Decisão judicial contra PMs envolvidos na agressão de advogado é “exemplar lição”, diz OAB-GO”

  1. Avatar Dr. Joao Laurentino disse:

    Lamento que policiais,que expoem suas vidas nas ruas,sejam detidos como marginais desestimulando em muito os demais,no entanto,em um Estado democratico de direito e inconcebivel que oficiais da PM Goiana demonstrem ser tao despreparados para o confronto de ideias e ate provocaçoes de,tambem,advogados despreparados,que supoem ser autoridade aquela advinda do grito mais alto. Com certeza nao ha injustiça na decisao que ordena a prisao preventiva,no entanto,revela saltitante aos olhos que a batalha esta longe de ser travada no campo das ideias,surgindo dai a necessidade de impor a ordem ate aos representantes do Estado que deveriam garantir a segurança ostensiva. Lamentavel,porem,necessario.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.