Datafolha mostra que 51% dos brasileiros rejeitam reforma da Previdência

Apoio a reforma é maior entre aqueles que possuem renda superior a dez salários mínimos. Oposição às novas regras de aposentadoria é maior entre os que se declararam menos informados: 62% deles são contra

Reforma da Previdência proposta por Jair Bolsonaro está em tramitação na Câmara dos Deputados, em Brasília| Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Reforma da Previdência proposta por Jair Bolsonaro está em tramitação na Câmara dos Deputados, em Brasília| Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A reforma da Previdência, proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), tramita na Câmara dos Deputados e divide a opinião não só dos parlamentares, mas também de milhões de brasileiros. Para levantar dados concretos sobre o assunto, o instituto de pesquisa Datafolha entrevistou 2.086 brasileiros, maiores de 16 anos, em 130 diferentes municípios. A conclusão é que 51% rejeitam a proposta.

Os números apontam para 41% favoráveis a medida apresentada pelo Executivo, ao passo em que 2% se dizem indiferentes e 7% não sabem responder. O instituto diagnosticou ainda que a oposição à reforma é maior entre as mulheres (56%). Quanto aos homens, 48% deles se manifestaram de maneira favorável à reforma e 45% contrários. Levando em consideração os dois pontos percentuais para mais ou para menos, entre os homens, há empate técnico.

O Datafolha estimou também que o apoio à reforma se destaca entre aqueles que possuem renda superior a dez salários mínimos. Ou seja, R$ 9.998, nos moldes atuais. 50% deles apoiam e 47% são contra. A rejeição mais acentuada é dos servidores públicos. 63% deles — 5% da amostra — se manifestaram de maneira contrária a medida.

Ao todo, 68% dos entrevistados dizem ter conhecimento sobre a proposta. No entanto, destes, 17% se declaram bem informados sobre o assunto. Enquanto 42% dizem estar mais ou menos informados e 9% mal informados. A oposição às regras de aposentadoria é maior entre menos informados: 62% deles são contra.

Ainda que os opositores à reforma apresentada por Bolsonaro representem a maioria dos brasileiros, os números registrados são menores do que os que foram levantados durante a discussão da reforma apresentada pelo ex-presidente, Michel Temer (MDB). Neste mesmo período, em 2017, o instituto mostrou que 71% dos brasileiros rejeitavam a proposta apresentada pelo emedebista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.