Daniel Vilela destaca política de incentivos fiscais em apresentação de plano de governo

Candidato defendeu ainda a manutenção das Organizações Sociais na área da Saúde

Foto: Reprodução

O deputado federal Daniel Vilela (MDB), candidato a governador em Goiás, destacou entre suas propostas de governo que irá continuar trabalhando pelas políticas de incentivos fiscais. Ele foi o primeiro a discursar em sabatina promovida pela Federação das Indústrias de Goiás (Fieg), nesta segunda-feira (13/8).

Durante seu discurso, o candidato do MDB defendeu a volta da Secretaria de Indústria e Comércio no Estado e foi bastante aplaudido. “Era uma pasta muito importante e que merece atenção”, disse.

Daniel apresentou ainda os sete eixos do seu plano de governo: proteger, gerir, cuidar, conhecer, amparar, conectar, empreender.

Educação

Na área de Educação, o candidato citou investimento na qualificação dos profissionais, com valorização da formação. “Universalizar o tempo integral é impossível, é demagógico prometer isso. Nosso objetivo é de construir uma rede de serviços oferecendo cursos no contra tempo, tornando o aluno em tempo integral, e não a escola”, acrescentou.

“Os alunos estão saindo das escolas sem ter conhecimentos básicos. Apenas 5% dos alunos da rede pública saem com conhecimento básico de Educação”, citou.

Segundo ele, muitos candidatos ganharam as eleições prometendo a universalização da escola Tempo Integral, mas que atual situação fiscal do Estado não permite que seja realizada, e segundo ele, a proposta é demagógica.

Segurança

Para a Segurança, Daniel afirmou que pretende focar no investimento maciço em inteligência para que as forças policiais possam se antecipar às ações dos criminosos.

Saúde

Questionado sobre a área da Saúde, Daniel defendeu a manutenção das Organizações Sociais (OS), caso seja eleito.

O modelo foi implementado pelo ex-governador Maconi Perillo (PSDB) em seus governos. “Sou favorável às OSs”, disse o parlamentar.

Ele apresentou também a proposta de digitalização da área para que o paciente possa escolher hospitais, médico e horário de consulta por meio do celular.” Integração entre a rede pública e rede privada”, anunciou.

“A gente entende que a tecnologia é acessível pra tudo isso, no caso da Saúde, quando você fala em ter um banco de dados, você já tem um tribunal de dados de todos os brasileiros praticamente, alguns serão completados nessa eleição de 2018″, falou.

Tecnologia

Segundo o emedebista, é preciso Incentivo para expansão da banda larga no Estado, utilizando de modernas técnicas de gestão potencializando o desenvolvimento do cidadão.

“Vamos reduzir ICMS para pequenos provedores de internet”, prometeu. “Hoje todos nós sabemos que 90% da população tem acesso smartphone, nós também estamos levando em consideração a ampliação da rede de banda larga através do fomento de pequenos provedores, e isso ira criar uma sinergia, um ambiente para que as pessoas possam buscar as suas necessidades através da tecnologia.”

Pesquisa

No final da entrevista, ele falou sobre o resultado da pesquisa Serpes divulgada no ultimo domingo (12). “Fora do momento eleitoral ela reflete o grau de conhecimento e apesar disso tudo o único candidato que apresentou um crescimento  significativo  fomos nós”, asseverou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.