Daniel Vilela critica expulsão de Friboi: “Diretório nacional vai mantê-lo e nos desmoralizar”

Deputado federal e integrante da executiva estadual diz que respeita decisão, mas sustenta que PMDB está preso em pautas negativas

Daniel Vilela lamenta agenda negativa do PMDB | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Daniel Vilela lamenta agenda negativa do PMDB | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O deputado federal Daniel Vilela (PMDB) visitou a redação do Jornal Opção na tarde da última segunda-feira (22/6), quando falou sobre reforma política, relação PT-PMDB no âmbito nacional e, inevitavelmente, sobre a expulsão do empresário Júnior Friboi, aprovada pela Comissão de Ética do partido também na segunda-feira.

Para ele, a decisão é mais uma pauta negativa para o PMDB de Goiás, que não traz nenhum resultado efetivo para a legenda. “Avalio como perda, mas é uma decisão da comissão e eu a respeito”, sustentou.

A avaliação de Daniel é que Friboi irá recorrer da sentença ao diretório nacional, comandado pelo vice-presidente Michel Temer, que vai mantê-lo no partido, “desmoralizando todo o PMDB de Goiás”. “Nós precisamos de uma agenda positiva, de união e preparo para 2016”, defendeu.

Ainda de acordo com a análise do deputado federal, muito do que tem se falado sobre a relação do ex-governador Iris Rezende e do empresário da carne não parte dos dois. Há conversas de bastidores que afirmam que a expulsão de Friboi foi orquestrada por Iris e que, se Júnior fosse mantido no partido pela comissão, ele não disputaria a eleição à Prefeitura de Goiânia em 2016.

“Tem muita gente que fala em nome de Iris sem o consentimento dele. Iris é um político experiente, não entra em picuinhas. Sabe que, caso Friboi fique mesmo no partido, pode precisar do apoio dele amanhã. O que passou, passou”, arrematou ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.