Daniel representa o novo e acreditamos na sua eleição, defende presidente do PPL

Partido Pátria Livre deixou Caiado recentemente e anunciou apoio ao governadoriável emedebista

MDB e evento de apoio de lideranças | Foto: reprodução/Facebook

Apesar de novo e pequeno, o Partido Pátria Livre (PPL) foi recebido de braços abertos pelo MDB quando decidiu mudar de apoio (antes estavam com Ronaldo Caiado, do DEM). Agora, acompanhando o governadoriável Daniel Vilela, a nova presidente da sigla, Jucilene Barros, afirma que coligação trará bons resultados.

“Foi muito bom para o PPL retomar a decisão e apoiar o Daniel, primeiro por que o nosso partido é uma raiz do MDB e, segundo, porque acreditamos no candidato por ele ser jovem, ter novas ideias e ter força de vontade”, declarou a nova presidente do PPL.

De acordo com ela, todos do partido em Goiás estão satisfeitos com a mudança, inclusive nacionalmente. “É um trabalho com novo rumo, que trará coisas boas para o PPL, tanto agora, quanto nas eleições de 2020, esse é nosso projeto”, disse Jucilene, completando que acredita na candidatura de Daniel e que sua sigla segue com toda força pra ajudar na campanha do emedebista.

Mudança

A decisão do PPL foi tomada pela nova direção da sigla, com a concordância da executiva nacional, e comunicada ao MDB, em reunião com lideranças da sigla. Segundo a assessoria de imprensa do MDB, a direção nacional do PPL não deu o aval para a composição com o DEM de Ronaldo Caiado, alegando “profundas divergências ideológicas”.

“A antiga direção agiu de forma truculenta com o restante do partido para forçar o apoio a Caiado”, disse a nova presidente do PPL. O ex-presidente do partido, José Netho, foi destituído da função pela direção nacional no último dia 4.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.