Cunha fala sobre impeachment com Gilmar Mendes

Já existiriam 250 votos favoráveis à abertura do processo no Congresso; Constituição exige 342. Deputado Paulinho da Força também participou do encontro

Eduardo Cunha (esquerda) nega ter tratado sobre o assunto com o ministro do STF | Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil; Nelson Jr./SCO/STF

Eduardo Cunha (esquerda) nega ter tratado sobre o assunto com o ministro do STF | Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil; Nelson Jr./SCO/STF

Em reunião realizada na última quinta-feira (9/7), o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB) tratou sobre impeachment com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e o deputado Paulinho da Força (SD). Segundo informações divulgadas pela “Folha de S. Paulo”, a crise política pela qual passa o país foi o principal tópico do encontro.

Os deputados e o ministro avaliaram a dificuldade de abertura de um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara. A Constituição exige 342 votos favoráveis para que possa ser feita a abertura. Ainda de acordo com a Folha, o impeachment já contaria com 250 votos favoráveis no Congresso

Conforme o jornal, Paulinho da Força teria dito que o pedido só teria sucesso através de acordo entre Cunha, o vice-presidente Michel Temer (PMDB), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e o presidente do PSDB, Aécio Neves. Um outro deputado teria analisado que a reprovação das contas no Tribunal de Contas da União (TCU) abriria caminho para análise do Congresso e propiciaria um clima político “mais maduro” para a discussão do impeachment.

Apesar de confirmação do ministro Gilmar Mendes, Eduardo Cunha nega ter tratado sobre impeachment durante o encontro. Os presentes teriam concluído também que muito dificilmente o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que investiga a presidente por suposto abuso de poder e financiamento irregular de campanha, aprovaria sua, pois a corte está dividida.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.