CPI dos Bingos foi criada para “desestabilizar” Marconi Perillo, revela Delcídio

Em delação premiada, senador petista revela que objetivo do ex-presidente Lula foi atacar o governador goiano 

Senador Delcídio Amaral fez delação premiada | Foto: Geraldo Magela

Senador Delcídio Amaral fez delação premiada | Foto: Geraldo Magela

Em delação premiada, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) confirma que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva nutria mesmo ódio pelo governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

Em uma surpreendente revelação, o petista conta que a CPI dos Bingos, que investigou as relações do empresário Carlinhos Cachoeira com Waldomiro Diniz, assessor de José Dirceu na Casa Civil, e a influência dos “bicheiros” no mundo político, foi criada no Congresso exclusivamente com o objetivo de “desestabilizar o governador Marconi Perillo”.

Delcídio afirma que, embora tenha alertado Lula, este incentivou “forte e irresponsavelmente” a comissão de inquérito. Só parou quando o governo federal percebeu que as várias quebras de sigilo levariam à campanha da atual presidente, Dilma Rousseff (PT), em 2010.

Quando era senador, Marconi informou o então presidente Lula da existência do mensalão, que posteriormente virou um dos maiores escândalos envolvendo o PT.

Veja o trecho abaixo:

crosss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.