CPI do Futebol aprova quebra de sigilos do presidente da CBF

Senadores devem ir aos Estados Unidos colher depoimento de Charles Blazer, ex-dirigente da Concacaf

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Futebol, instalada no Senado Federal, aprovou na última quinta-feira (20/8) a quebra dos sigilos brancário e fiscal de Marco Polo Del Nero, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A CPI quer as informações a partir do dia 12 de março de 2013.

Foi criado um grupo de trabalho formado por três senadores que irão aos Estados Unidos colher depoimento de Charlez Blazer, ex-dirigente da Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe (Concacaf), que está preso e é considerado pelo FBI como um dos mentores do esquema de corrupção na Federação Internacional de Futebol (Fifa).

A CPI pediu decidiu ainda pela quebra dos sigilos de Wagner Abrahão, empresário dos setores de turismo e eventos, e convidou para depor o presidente do Vasco, Eurico Miranda; a procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch, e o jornalista inglês Andrew Jennings. Os senadores solicitaram também aos órgãos de fiscalização e controle informações sobre os repasses feitos pelo Ministério do Esporte às Confederações esportivas entre os anos de 2005 e 2015.

O presidente da CPI, senador Romário (PSB-RJ), também pediu que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) indique um funcionário para auxiliar em trabalhos técnicos e investigativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.