Corte de verba do SUS prejudica fornecimento de equipamentos hospitalares, alerta Abimed

A população dependendo do serviço é que sofrerá o maior impacto

As unidades do SUS deverão sofrer grande impacto. Foto: Marcello Casal Jr

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para a Saúde (Abimed), o corte que o Governo Federal fez de R$ 290 milhões do valor reembolsado aos hospitais por procedimentos e materiais deverá prejudicar muito a indústria de produtos de saúde instalada no País e importadores.

Para eles, esse corte deve gerar potencial inviabilidade no fornecimento de equipamentos médicos e de saúde, principalmente os usados para procedimentos cardiovasculares. A medida gera insegurança no âmbito da saúde.

Em um momento em que o país ainda enfrenta uma pandemia, a Abimed criticou muito a atitude do Governo. Segundo eles, a população que sofrerá o maior impacto é a que depende do Sistema Único de Saúde (SUS). Quem utiliza esse serviço, poderá ter dificuldade de acesso aos produtos e, por consequência, à saúde de qualidade.

A Abimed se coloca à disposição do Ministério da Saúde para encontrar soluções que tragam equilíbrio a todos os elos desse processo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.