Contra reformas de Temer, sindicalistas organizam greve geral em Goiânia

Mais de 20 líderes de variados sindicatos se reúnem para programar paralisação geral no dia 28 de abril 

Mais de 20 líderes de diversos sindicatos se reúnem na manhã desta terça-feira (18/4), na sede do Sindicato dos Metalúrgicos (SindMetal-GO), para discutir as próximas ações organizadas contra as reformas apresentada pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Intitulado de movimento Fórum Sindical contra as Reformas Trabalhista e Previdenciária de Goiânia, o grupo, que contará também com participação de representante do Ministério Público do Trabalho em Goiás, deve organizar uma paralisação que terá abrangência nacional para o dia 28 de abril.

Programada para ocorrer simultaneamente em todo país, a greve na capital goiana terá como ponto inicial a Praça Cívica e o percurso completo será decidido na reunião. A Frente Sindical e dezenas de sindicatos da cidade esperam que todos os serviços da cidade sejam paralisados como forma de protesto contra as medidas de Temer.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

EVERALDO

ISSO É COISA DE QUEM NÃO TEM O QUE FAZER…..

Juliene

Comentário típico de pessoa com cabresto e conformada.