Confira locais abertos para “Dia D” de vacinação contra gripe em Goiânia

Campanha acontece em todo o Brasil. Na capital, são 54 salas de imunização

Sessenta e cinco mil postos de saúde em todo o país abrem as portas neste sábado (12/5) para a vacinação contra a gripe. No chamado Dia D de mobilização nacional, 37 mil postos de saúde de rotina e 28 mil unidades volantes estarão funcionando. A expectativa do Ministério da Saúde é vacinar 54,4 milhões de pessoas até 1º de junho.

Em Goiânia, serão disponibilizadas 38 mil doses em 54 salas de vacina da prefeitura. Confira a lista com os locais.

Podem ser imunizados crianças de seis meses a cinco anos incompletos, gestantes, mulheres no ‘pós-parto’, idosos, trabalhadores de saúde, professores e pessoas com doenças crônicas e condições clínicas especiais. Os postos funcionam das 8h às 17 horas.

A vacina oferecida na rede pública de Saúde protege contra três vírus do tipo influenza, incluindo o H1N1 e o H3N2. Confira aqui a lista com as salas de vacina abertas neste sábado (12).

Segundo informações da prefeitura, em quase um mês de campanha, 315.820 mil doses já foram aplicadas na Capital. O número corresponde a 83,25% da população considerada de risco.

Com o ‘Dia D’ o esperado é que a taxa de cobertura aumente entre os grupos com menor procura como gestantes, crianças e mulheres no pós-parto. Entre as pessoas com maior adesão estão os doentes crônicos, trabalhadores da saúde e idosos.

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) ampliou o atendimento para o Centro de Saúde do Parque Amazônia e o da Vila Redenção, ambos na região Sul da Capital. “A data é uma oportunidade para aquelas pessoas que não podem procurar um dos postos durante a semana se imunizarem”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Flúvia Amorim.

Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais devem apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle de doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos em que estão registrados para receber a dose, sem necessidade de prescrição médica. Trabalhadores da saúde e professores também devem comprovar vínculo profissional para receberem as doses.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.