Confira como foi o desempenho do Brasil no primeiro dia das Olímpiadas de Tóquio

Brasil ainda não conseguiu nenhuma medalha

Finalmente as Olímpiadas de Tóquio 2021 começaram. O evento, que está acontecendo de forma mais restrita devido a pandemia, teve seu início oficial na sexta-feira, 23 (sábado no Japão), e tem previsão de ir até o dia 8 de agosto. A delegação brasileira chegou ao Japão com 301 atletas e em seu primeiro dia não conseguiu nenhuma medalha, mas teve alguns resultados muito positivos. Ocorreram eliminações dos atletas Arthur Nory e Nathalie Moelhausen e recorde na natação e vitória no vôlei. Confira como foi o desempenho do Brasil no seu primeiro dia nas Olímpiadas de Tóquio.

Vôlei de praia

O Brasil começou as Olímpiadas 2021 com vitória no vôlei de praia. Alison e Álvaro Filho venceram os argentinos Julian Amado Azaad e Nicolas Capogrosso por 2 sets a 0 (parciais de 21/16 e 21/17). Os argentinos colocaram dificuldade na partida, mas os brasileiros conseguiram se sair muito bem e vitoriosos.

Vôlei de quadra

Em um jogo acirrado contra a Tunísia, o Brasil conseguiu bater o rival em 3 sets a 0, parciais 25/22, 25/20 e 25/15, na Arena Ariake. O destaque ficou para Douglas Souza que entrou no segundo set e foi decisivo para a vitória brasileira, marcando 10 pontos.

Natação

Na natação tivemos Felipe Lima se superando. O atleta de 36 anos, conseguiu um lugar nas semifinais dos 100m de nado de peito e fez o recorde de 59s17, sendo o oitavo tempo geral das eliminatórias. Felipe ficou em quarto lugar.

Hipismo de adestramento

João Victor Oliva, filho da vice-campeã Hortência Marcari, fez estreia no hipismo de adestramento e conseguiu a melhor nota de um brasileiro na modalidade com média geral de 70,419%.

Futebol feminino

As brasileiras enfrentaram as holandesas em uma partida acirradíssima. O jogo terminou no 3×3 e garantiu o Brasil nas quartas de finais. A jogadora Marta atingiu a marca de 13 gols em cinco edições de Olimpíadas.

Ginástica artística

O Brasil conseguiu vaga nas finais de ginástica artística com Arthur Zanetti (argolas), Caio Souza (salto e individual geral) e Diogo Soares (individual geral).

Ginástica barra fixa

O ginasta, medalhista de bronze no solo em 2016, Arthur Nory, ficou fora da final na modalidade, acabando na 12ª posição. Em desabafo, Nory disse que vem enfrentando depressão após cometer racismo em 2015 contra Angelo Assumpção.

Esgrima

 Nathalie Moelhausen perdeu na prorrogação para a italiana Rossella Fiamingo, vice-campeã na Rio 2016.

Judô

Gabriela Chibana e Eric Takabatake venceram as primeiras lutas, mas perdem na segunda fase dando adeus as Olímpiadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.