Com sistema de abastecimento revisado, o Daia em Anápolis, garante acréscimo de 10% na oferta de água

Incremento é da ordem de 30 litros por segundo ou 930 milhões de litros de água tratada em um ano para as 151 empresas instaladas no distrito

Distrito Agroindustrial de Anápolis | Foto: divulgação

A revisão de todo o sistema de abastecimento do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) garantiu o acréscimo de 10% na oferta de água para o maior parque industrial do Estado. O incremento é da ordem de 30 litros por segundo, o que representará em um ano mais 930 milhões de litros de água tratada.

Como explica o diretor técnico da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), Silvio Fernandes, uma ampla inspeção foi realizada, assim como manutenções corretivas e preventivas. Uma nova válvula foi instalada no filtro da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Daia.

Essas ações reduziram as perdas hidráulicas e foram responsáveis por evitar a falta de água em 2020, o que frequentemente ocorria nos anos anteriores, devido à estrutura sucateada que vinha sendo relegada há anos pelos governantes anteriores, e que está sendo recuperada pela atual gestão.

O sistema Daia é responsável pelo abastecimento de 151 empresas ativas, que geram mais de 16 mil empregos diretos. A Codego também tem contrato com a Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago) para que a estrutura do distrito possa abastecer mais de 24 mil famílias de 52 bairros da região Sul de Anápolis, o equivalente a 17% da população da cidade.

Ações futuras

Segundo o diretor, a intenção do Estado é redimensionar a infraestrutura para ampliar o abastecimento. Para isso, é preciso investir na eficiência e na modernização do sistema. A Companhia ainda pretende perfurar novos poços artesianos para ampliar a oferta de água tratada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.