Com saída do Estado da CDTC, Jânio Darrot diz que processo de revisão da tarifa fica paralisado

Prefeito de Trindade e presidente da câmara deliberativa disse, ainda, que retirada da AGR abre portas para que seja feita uma reforma na instância

Foto: Divulgação

A possível saída do Estado da Câmara Deliberativa de Transporte Coletivo (CDTC) pode fazer com que o processo de revisão da tarifa de ônibus na região metropolitana fique paralisado, segundo o presidente da comissão e prefeito de Trindade, Jânio Darrot (PSDB).

Ao Jornal Opção ele disse que o estudo era feito pela Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR), que representava o Governo de Goiás na Câmara. Dessa forma, a discussão fica parada até que se decida os rumos da CDTC.

Segundo Darrot, a ideia, agora, é aproveitar essa saída para pensar em uma reforma da câmara. “Esse modelo que está aí de CDTC com CMTC, com 75% da prefeitura de Goiânia e 25% do Estado tem que ser mexido. Queremos criar um fundo entre os municípios para constituir um órgão único de acompanhamento do transporte público, com pessoal tecnológico e especializado”, disse.

Atualmente, a CDTC conta com quatro prefeitos, de Goiânia, Trindade, Aparecida de Goiânia e Senador Canedo, respectivamente, além d três representantes do Estado. Darrot, que tomou posse como presidente em 2019, defende que o órgão precisa de estrutura técnica. E, agora, com a saída da AGR, de “um corpo eficiente para fazer os acompanhamentos e vistorias que eram de responsabilidade do órgão”.

Segundo ele, para isso, conversas têm sido feitas. Durante a semana, o prefeito de Trindade teve encontros com o presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira, e com Iris Rezende (MDB). “Não podemos deixar que a CDTC trabalhe somente quando vai discutir reajuste da tarifa”, sublinhou.

O governo de Goiás enviou um Projeto de Lei para a Alego, propondo aprovação da retirada do Estado da CDTC, que hoje conta com três representantes estaduais, incluindo a AGR.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.