Com saída de Eduardo Machado da presidência do PHS, partido volta a apoiar Daniel Vilela

Marcelo Aro volta ao comando do partido após liminar

Foto: Reprodução

Depois que uma liminar suspendeu a decisão que colocava Eduardo Machado de volta ao comando do PHS, o partido volta a caminhar com Daniel Vilela (MDB) na eleição para governador de Goiás.

Machado havia voltado a ser presidente do partido depois de uma determinação da justiça em setembro deste ano. No entanto, a decisão foi derrubada na última quarta-feira (3/10).

Quando Machado retornou à presidência do PHS, ele anunciou que o partido, que antes apoiava o emedebista, passaria a apoiar Ronaldo Caiado (DEM) para governador do Estado neste ano.

O ex-presidente do PHS travava uma luta de meses na Justiça contra o grupo do partido. Com a decisão, o partido volta a ser presidido por Marcelo Aro e o PHS passa a apoiar Vilela.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.