Com Inova Goiás, Estado terá 30 Institutos Tecnológicos até 2018

Programa do governo prevê investimentos superiores a R$ 54 milhões em Itegos, que fornecerão tecnologia e pesquisas relevantes ao setor produtivo goiano

Itego Governador Otávio Lage, em Goianésia | Foto: Divulgação

Itego Governador Otávio Lage, em Goianésia | Foto: Divulgação

O governador Marconi Perillo lançou, nesta quarta-feira (2/9), o Inova Goiás, um programa voltado para inovação e desenvolvimento tecnológico do Estado. Reunindo um conjunto de ações de fomento coordenadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED) com investimentos que somam mais de R$ 1 bilhão, o Inova tem como objetivo aumentar a competitividade de Goiás.

Entre as ações anunciadas pelo governo estão a implantação de instituições de voltadas ao crescimento profissional, instalação de WiFi em espaços públicos, criação de parques tecnológicos e fornecimento de bolsas para qualificação de trabalhadores. São iniciativas voltadas tanto para o setor público quanto para o privado.

Um dos principais pontos do Inova Goiás são os Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás (Itegos): até 2018, serão 30 em todo o Estado. Eles servirão como base dos polos de excelência, que serão criados nas principais regiões de Goiás. Com investimento superior a 54 milhões de reais, os Itegos serão referência em formação profissional e suporte tecnológico ao setor produtivo.

Projeto padrão dos Itegos, que serão equipados com laboratórios, auditórios, espaços para eventos e encubadoras de empresas | Foto: Divulgação

Projeto padrão dos Itegos, que serão equipados com laboratórios, auditórios, espaços para eventos e encubadoras de empresas | Foto: Divulgação

Além deles, serão criados também os Colégios Tecnológicos (Cotecs), que são unidades descentralizadas do Itego que visam atender setores específicos. A previsão do governo é que, até 2018, sejam 110 unidades na Rede Itego: 30 Itegos e 80 Cotecs, no total. A rede Itego é integrada com a Universidade Estadual de Goiás (UEG), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Goiás (Emater), estando presente em todas as regiões do Estado.

O projeto prevê que os Itegos sejam equipados com laboratórios, auditórios, espaços para eventos e encubadoras de empresas. O governo aponta o aumento do número de pesquisas relevantes como um dos principais benefícios do programa para as instituições de ensino goianas. Garantir que a tecnologia desenvolvida nesses institutos chegue às empresas também é uma das prioridades do programa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.