Com chuva, ruas de Goiânia estão tranquilas em véspera de segundo turno

Marconi Perillo e Iris Rezende se enfrentam nas urnas novamente amanhã (26). Últimas pesquisas Ibope e Datafolha mostram o tucano com vantagem sobre seu adversário

No estado de Goiás, 4,3 milhões de eleitores, distribuídos em 13,1 mil seções, voltam às urnas no próximo domingo (26/10) para escolher o governador do estado e votar para presidente da República. O clima de eleições, no entanto, não chegou com força à capital do estado, Goiânia, que neste sábado (25) enfrenta frio e chuva. Na véspera do pleito, são poucos os carros ostentando bandeiras de candidatos. Os adesivos nos veículos são mais frequentes, mas ainda assim discretos. Não há buzinaço ou outras manifestações chamativas nas ruas da cidade.

A comerciante Ilza Pimentel, 49 anos, ainda não decidiu seu voto para presidente, mas já sabe em quem vai votar para governador. Para ela, a segurança pública e a saúde são os maiores problemas enfrentados no estado. “Aqui, a violência está demais e a área de saúde está péssima. São umas 300 pessoas esperando atendimento e não tem médico para todo mundo.”

O taxista Adão Borba, 67 anos, também já escolheu seu governador. Ele, no entanto, destaca que tanto Marconi Perillo (PSDB) quanto Iris Rezende (PMDB) já tiveram oportunidades no governo. “Os dois já foram governadores de Goiás, têm história para contar. Já ouvimos promessas de colocar metrô em Goiânia, trem-bala, não colocaram.” Para ele, os desafios de Goiás são sempre os mesmos e, geralmente, iguais no resto do país. “Educação, saúde e segurança. Os desafios do estado são sempre os mesmos que todos os políticos prometem resolver.”

Marconi Perillo e Iris Rezende se enfrentam nas urnas novamente amanhã (26). No primeiro turno, Perillo obteve 45,86% dos votos, enquanto Rezende teve o apoio de 28,4% dos eleitores. As últimas pesquisas Ibope e Datafolha mostram o peessedebista com grande vantagem sobre seu adversário. Enquanto ele tem 60% das intenções de votos, Rezende contabiliza 40%.

O candidato do PSDB vai votar cedo, às 8h, no município de Palmeiras de Goiás e, em seguida, irá para Pirenópolis acompanhar a apuração na companhia da esposa. O peemedebista vota às 10h, em Goiânia, e depois vai para casa, também na capital, acompanhar a apuração com familiares.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.