Com Caiado e deputados goianos, Congresso lança movimento pró-impeachment

Parlamentares se uniram nesta quinta-feira (10/9) para formalizar grupo que trabalha pelo impedimento da presidente

Prlamentares se reúnem para lançar movimento contra Dilma | Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Prlamentares se reúnem para lançar movimento contra Dilma | Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Deputados e senadores oposicionistas lançaram, na manhã desta quinta-feira (10/9), o Movimento Parlamentar Pró-Impeachment. Com o objetivo, claro, de acelerar a apreciação de um processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff (PT), o grupo reuniu mais de 50 parlamentares no salão verde do Congresso Nacional.

A justificativa do movimento está embasada no pedido feito pelo advogado paulista e um dos fundadores do PT, Hélio Bicudo, 93. Segundo o texto, as pedaladas fiscais, o abuso de poder econômico durante a campanha de 2014, além do suposto envolvimento da presidente no caso de corrupção na Petrobras são suficientes para o afastamento da petista.

Entre os parlamentares que assinaram a bandeira do Brasil e afiançaram apoio ao movimento estão vários goianos. O senador Ronaldo Caiado (DEM) foi um dos que discursou durante o lançamento. Segundo ele, mais de 90% da população esperava esse ato do Congresso Nacional.

“Levaremos adiante um processo de impedimento da presidente, que não tem as qualificações mínimas necessárias para governar o País. Descumpriu a Constituição e comprometeu a economia do País. A população não quer pagar a conta do PT. Será o passo definitivo para iniciarmos recuperação da esperança e da credibilidade”, afirmou o democrata.

Além de Caiado, os deputados goianos Alexandre Baldy, Célio Silveira, Delegado Waldir, Fábio Sousa e João Campos (todos do PSDB) também participaram do ato.

Deputado Célio Silveira assina bandeira do Brasil | Foto: reprodução / Facebook

Deputado Célio Silveira assina bandeira do Brasil | Foto: Leonardo Sussuarana

Foi lançado, ainda, uma campanha que recolhe assinaturas virtuais em apoio ao impeachment de Dilma (PT). No site do movimento, é possível ver o pedido feito pelo advogado Hélio Bicudo, além dos motivos que fundamentam o impedimento. Foram criadas, também, páginas nas redes sociais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.