Com aumento de roubo de celulares no carnaval, veja dicas para evitar prejuízos

Em 2017, em Goiás, a Secretaria de Segurança Pública registrou 14.284 ocorrências de furto e 18.680 de roubo de aparelhos

Carnaval de rua no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro | Foto Fernando Maia/Riotur

Com a chegada do carnaval, os ladrões ficam atentos a aglomerações e os celulares acabam se tornando alvos fáceis de roubos e furtos, especialmente em bloquinhos e festas abertas. Em 2017, em Goiás, a Secretaria de Segurança Pública registrou 14.284 ocorrências de furto e 18.680 ocorrências de roubo de celular. Em São Paulo, a respectiva secretaria apurou que, nos fins de semana de carnaval e pós-carnaval, a média de 388 furtos nos fins de semana comuns subiu para 1.424.

Por isso, cuidados especiais precisam ser redobrados durante o feriado da folia. Veja algumas dicas do Sindicato dos Corretores de Seguros de Goiás (SINCOR-GO):

  • Se for para bloquinhos ou locais de muita aglomeração, opte pelo uso de doleiras e evite o uso dos aparelhos. Controle as selfies;
  • Em locais fechados, evite deixar o smartphone em cima de mesas ou bancadas, onde eles podem ser facilmente esquecidos ou furtados;
  • Não se afaste do grupo, pois os ladrões de smarthphones preferem vítimas isoladas;
  • Não espere o táxi ou Uber na rua, com o aparelho na mãos;
  • Invista em um seguros para o celular.

De acordo com o vice-presidente do SINCOR-GO, Roney Almeida, no caso de investimento em um seguro, é possível escolher entre os vários tipos de planos e coberturas disponíveis no mercado. “A maioria deles já oferece cobertura a partir de 24 horas, mas para evitar surpresas, é importante ler com cautela as cláusulas do contrato, com a orientação do corretor de seguros de sua confiança”, afirma o representante.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.