Codego dá início às reformas no Daia

Município já vinha cobrando pelas obras. Segundo o presidente da companhia, 34 distritos industriais vão receber investimentos

Foto: Reprodução

O presidente da Companhia de Desenvolvimento do Estado de Goiás (Codego), Valderi Borges da Silva, assinou, nesta quarta-feira, 17, a ordem de serviço para recuperação da estrutura do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia).

Segundo o presidente, todos os 34 distritos industriais goianos receberão investimentos. A autorização para o início das obras foi feita durante solenidade na sede administrativa do complexo, na presença do secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Wilder Morais, representantes das organizações instaladas e empresários.

O deputado estadual Amilton Filho (SD) já havia apresentado, no mês passado, uma proposta da prefeitura de Anápolis para assumir as obras de recapeamento das vias externas do Daia, que são de responsabilidade do Estado. O intuito, segundo o parlamentar, era finalizar as obras o mais rápido possível, já que, segundo ele, a situação das vias estava insustentável.

Agora, em abril, o presidente da Codego afirmou que será feita a recuperação asfáltica de todo o sistema viário, reforma da infraestrutura e roçagem, além de novos investimentos em segurança e tecnologia que vão impactar todo o complexo industrial. “Vocês vão ver um Daia diferente”, declarou.

O diretor administrativo, Carlos Toledo, lembrou, na ocasião, que o Daia é um dos principais polos industriais do País, e que, por isso, “todos foram unânimes em entender a importância de dar celeridade ao início da reforma no local”.

“A determinação do governador Ronaldo Caiado e do secretário Wilder Morais é a de contemplarmos os empresários com a reforma dos distritos, afinal, as empresas são a razão da existência dessas estruturas”, concluiu o diretor.

Investimentos

O secretário Wilder Morais, por sua vez, lembrou que também é empresário e entende que o desenvolvimento econômico não deve ser tratado como especulação imobiliária. Ele destaca a assinatura de protocolos de intenção na última terça-feira, 16, pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) com 27 empresas que vão investir cerca de R$ 1 bilhão, com geração de 15 mil novos empregos, entre diretos e indiretos, em 21 municípios goianos.

Wilder informou, ainda, que três laboratórios de fármacos virão para a cidade de Anápolis, o Laboratório Catarinense, a Multifarmas e o Zodiac Produtos Farmacêuticos.

Vale lembrar que as cobranças feitas pela prefeitura de Anápolis não se restringiam aos interesses dos empresários do Daia, eram voltadas também, para a garantia de melhores condições aos moradores que acessam seus bairros por essas vias.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

carlinhos

poderia aproveitar e terminar de vez esse anel viario do daia que o marconi perillo comecou e o dinheiro evaporou, e a obra ta la abandonada …