Chorinho pode se tornar patrimônio imaterial de Goiânia

A iniciativa de conferir o título é da vereadora Aava Santiago (PSDB), que busca reconhecer a relevância dessa manifestação artística para a identidade da capital

Nessa quinta-feira, 18, a vereadora Aava Santiago (PSDB) apresentou na Câmara Municipal de Goiânia, o projeto de lei que visa tornar o Chorinho um patrimônio imaterial de Goiânia. “O projeto tornou-se referência e motivo de orgulho na preservação da música popular brasileira”, disse a vereadora.

Aava também propôs incluir no Calendário de Eventos da capital o Dia Municipal do Choro, a ser comemorado anualmente em 23 de abril, aniversário do compositor, arranjador, instrumentista e compositor Pixinguinha, um dos mais expressivos representares desse estilo musical. As duas matérias seguem para a Comissão de Constituição e Justiça e, em seguida, para dois turnos de votação no plenário.

Realizado há 18 anos pela Secretaria de Cultura de Goiânia, as apresentações do Chorinho eram feitas na avenida Goiás, em frente ao prédio do Grande Hotel. Contudo, devido a pandemia elas tiveram que ser paralisadas. “O título é uma forma de garantir respaldo do poder público e da sociedade para fortalecer as condições de realização das apresentações em Goiânia e de manutenção dessa tradição musical”, afirmou a vereadora.

Com a retomada das atividades culturais na capital, a nova temporada do Chorinho prevê edições em diferentes regiões da cidade. No último dia 12, uma apresentação já aconteceu na Praça do Trabalhador em frente à antiga Estação Ferroviária. Nesta sexta, 19, outro evento acontecerá no mesmo local. Dessa vez será um tributo ao cantor, compositor e sambista, João Nogueira.

“As apresentações são gratuitas, de alta qualidade, em espaços de fácil acesso ao transporte público. Tudo isso comprova o compromisso do projeto com a democratização do acesso à arte e à cultura”, concluiu Aava.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.