Chapa pura do PT goiano inicia campanha de rua neste sábado, ainda sem marqueteiro

Estimativa da direção do partido em Goiás é que definição da equipe de marketing se dê até o início da próxima semana

Ainda com material de marketing provisórios, pois a decisão quanto à agência de publicidade e o marqueteiro foi adiada mais uma vez, o PT de Antônio Gomide, candidato ao governo de Goiás, inicia em Anápolis neste sábado a campanha oficial da chapa pura petista, cujo mote inicial será “A mudança é agora”. Conforme o presidente estadual da sigla, Ceser Donisete, ocorrerá, a partir das 8h, uma caminhada puxada por Gomide, por seu vice, o vereador goianisente Tayrone Di Martino, e pela candidata ao Senado, Marina Sant’Anna.

Segundo o petista, concomitantemente à passeata, três pontos estratégicos do município receberão o chamado “bandeiraço” dos militantes. A concentração será na esquina entre as Avenidas Brasil e Goiás, ponto tradicional de movimentações na cidade, sendo que a militância estará dividida entre as Praças Bom Jesus, Santana e 31 de Julho (da Câmara de Vereadores). “Início de campanha a gente sabe que o eleitor ainda não está no clima, ainda mais com a Copa”, comentou Ceser Donisete quando perguntado sobre a expectativa inicial. Segundo ele, são esperados vereadores e presidentes regionais do PT das cidades vizinhas. “Não vai ser uma atividade grande de rua, mas é só o começo”, diz.

Ceser Donisete confirma que o PT goiano segue analisando três propostas de empresas que se propuseram a fazer o marketing de Gomide, Tayrone e Marina Sant’Anna. Segundo o petista, a resposta, que chegou a ser prevista para o último final de semana, foi adiada para, no máximo, a próxima terça-feira (15/7). Perguntado sobre as especulações de que se trata de uma empresa de renome nacional e que o PT nacional terá peso na decisão, Ceser desconversa, mas admite que a direção nacional acompanha de perto a análise, sobretudo, por conta da campanha de reeleição de Dilma Rousseff. “A Dilma terá palanque aqui, é natural que haja essa participação”, explica. O PT nacional também é importante neste processo por conta do custeio da campanha em Goiás.

O presidente do PT goiano buscou demonstrar durante a entrevista que o atraso na definição da empresa e do marqueteiro ante aos outros candidatos não é motivo de preocupação. Segundo argumentou, em alguns casos, ocorrem mudanças dessas empresas no decorrer do processo e até das estratégias utilizadas por elas. “Na última eleição nacional o PSDB começou com Alckmin e terminou com Geraldo Alckmin”, cutucou o petista ao recorrer a um caso em que um tucano foi derrotado.

“A estratégia de campanha será no chão, do nosso jeito de trabalhar, mostrar ao povo de Goiás nossas propostas com muita proximidade”, diz Ceser Donisete. Conforme adiantado pela coluna Bastidores do Jornal Opção, Gomide centrará seus esforços nos grandes centros, isto é, Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis e Entorno do DF.

Breve histórico da cabeça de chapa do PT

Para concretizar sua candidatura ao Palácio das Esmeraldas, Antônio Gomide enfrentou impasse interno no PT, pois ala ligada ao prefeito Paulo Garcia era favorável à manutenção da aliança com o PMDB. Após breve período de discussões internas e com peemedebistas, o partido se firmou em torno de uma candidatura própria. Mesmo após se desincompatibilizar da Prefeitura de Anápolis, foi forte a especulação de que acabaria se unindo à chapa peemedebista, o que os petistas negavam veementemente. Apesar de diversas conversas, o PT acabou não conseguindo aglutinar outro partido e então firmou chapa puro sangue. Dentre as legendas que chegaram a sinalizar aproximação estão PCdoB e Pros, que preferiram se unir a Iris Rezende e Marconi Perillo (PSDB), respectivamente.

Nas pesquisas, o petista aparece em quarto nas intenções de voto, atrás de Vanderlan Cardoso (PSB), embora os porcentuais sejam próximos dos do pessebista –– que, diferentemente de Gomide, é mais conhecido pelo Estado por estar em sua segunda disputa pelo governo. A campanha petista apostará no discurso de que Antônio Gomide representa o novo, sendo que será bastante usada a gestão exitosa em Anápolis, cidade para a qual foi reeleito prefeito com 90% dos votos válidos.

Adversários

Na noite da última quinta-feira, foi a fez da base governista iniciar a campanha pela reeleição de Marconi Perillo (PSDB). Como ocorre tradicionalmente desde 1998, o tucano realizou seu primeiro ato por Goianésia, num evento chamado de “reunião política”.

A chapa PMDB-DEM-SDD sinaliza que dará o ponta pé inicial da campanha por Aparecida de Goiânia, mas segue sem data definida. Enquanto isso, Iris Rezende, candidato ao governo, segue se reunindo com aliados e lideranças de todo o Estado em seu escritório político.

Vanderlan Cardoso iniciou no último dia 7 sua campanha pelas redes sociais.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.