Centro-Oeste e Sul recuperam nível de atividade econômica pré-crise

Índice Itaú verifica empregos formais, comércio, indústria e agricultura

Segundo o índice Itaú para a atividade Econômica, somente o Centro-Oeste e o Sul recuperaram o nível de atividade econômica pré-crise. Neste, indicador trata de empregos formais, comércio, indústria e agricultura, apenas as duas regiões igualaram ou superaram os números de março de 2014 (quando começou a queda do PIB brasileiros).

No País, de modo geral, a economia está 4% abaixo do que estava em março de 2014. Porém, no primeiro trimestre deste ano, o Centro-Oeste já superava a atividade daquele período – em março, Sul conseguiu um empate técnico, com apenas 0,25% abaixo daquele nível.

Norte e Nordeste tiveram desempenho próximo a média nacional e o Sudeste teve o pior desempenho. Em se tratando de Estados, Rio de Janeiro, Bahia e Sergipe são os destaques negativos: 8 pontos percentuais a manos que em 2014.

No Rio, inclusive, a cada 100 postos de carteira de trabalho assinada, 13 foram encerrada.

Emprego

Em números gerais, a geração de emprego se recupera mais devagar do que a economia, no País. Com relação a 2014, são 94,5 vagas abertas, hoje, de 100, à época. Somente seis Estados recuperam os empregos formais de 2014.

Apesar de alguns Estados terem conseguido retornar o total de vagas formais de 2014, o índice Itaú ainda revela alta no desemprego. Isso ocorre, porque o estudo não se baseia na taxa de desocupação, mas em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

(Com informações do Estadão)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.